sábado, 28 de julho de 2012

Cumpra seu ministério


Por Alexandre Nobre

Foi talvez em um culto avivado e diante de um apelo emocionante, que levantamos nossas mãos para receber o perdão e a graça de Deus através da pessoa de Jesus Cristo. Desde esse dia temos aprendido com o Senhor que a vida cristã caminha na contramão da vida secular e que não há como brilhar nesse mundo se dele não nos separarmos.
Mas, por que em nossos dias vemos não poucos cristãos com uma luz pálida e com sua aparência tão semelhante àquela a qual o Senhor nos ordenou que nos despojássemos? (Ef 4:22).
A resposta a essa pergunta está em uma única palavra: Conformismo. E é esse conformismo que muitas vezes nos faz assentar à beira do caminho e, a partir daí, passamos a olhar aqueles que passam tão rapidamente; e vendo-os dizemos: “Outrora fui rápido assim”.  Com tantas obrigações seculares, seja no trabalho, no estudo ou em nossas casas, vivemos numa luta constante contra os ponteiros do relógio, os quais parecem “caminhar” mais rápido do que nossa necessidade. Não controlamos o tempo, mas somos controlados por ele, e assim, negligenciando uns minutinhos de oração aqui, um tempo de leitura da bíblia ali, vamos parando.
Se “parados” não descreve a muitos, “desatentos”, no entanto, cai como uma luva. Esquecemos da obra a fazer, da seara a ser colhida, do arado em que colocamos nossas mãos. E dentro das Escrituras Sagradas encontramos um homem que também se esqueceu, que também se assentou à beira do caminho, e como muitos, também se conformou.
Arquipo era seu nome. Um homem da casa de Filemom que recebeu do apóstolo Paulo uma mensagem especial, direta e concisa. Na carta que Paulo escreveu aos colossenses, já quase no momento de deixar de lado sua caneta, Paulo escreveu: “Atenta para o ministério que recebeste no Senhor, para que o cumpras.” (Cl 4:17). O que essa mensagem tão direta nos apresenta? O que houve com Arquipo para que Paulo precisasse admoestá-lo publicamente? A Bíblia não nos apresenta detalhes. Mas, Paulo, vendo a apatia e conformismo de Arquipo, não quis lhe deixar dessa forma. A igreja em Colossos apresentava muitos problemas e Paulo advertiu a todos em sua carta. Mas mesmo assim, Arquipo não podia ser esquecido. Não por Paulo, que tanto batalhava pela obra e que sabia da necessidade da igreja e da utilidade de Arquipo na obra.
E assim foi a mensagem; direta e sem meias-palavras. Paulo descreveu Arquipo como “companheiro” em sua carta a Filemom (Fl 1:2), e resolveu persuadí-lo de sua situação. Era como se Paulo dissesse: “Arquipo meu amigo, se levanta desse banco e veja quanta obra para ser feita.” Então a mensagem foi entregue. Não sabemos com detalhes sobre o ministério na vida de Arquipo, porém sabemos que aquilo que era pra ser dito, assim o foi.
E o Senhor traz essa mensagem a todos os seus servos. Não importa se jovem ou idoso; se novo convertido ou com anos de caminhada na vida cristã; o que a Palavra de Deus nos afirma é que em muitos lugares há aqueles que se esqueceram do alvo. Foi também Paulo que, escrevendo aos filipenses, lhes ensinou o que devemos esquecer e também em que nos atentar. Paulo disse: “Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão diante de mim, prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus”. Fl 3:14-15).
Essa lição de Paulo é muito valiosa. Não importa se alguns de nós estejamos como Arquipo, desatentos com o ministério o qual o Senhor nos confiou, não importa se pelos vales e desertos pensamos que chegamos ao fim e decidimos parar à sombra de alguma árvore e ali nos conformamos. O mais importante é que hoje o Senhor nos traz à memória que ainda existe um alvo, ainda existe uma obra a ser feita. Se temos que nos esquecer de algo, façamos como Paulo e esqueçamos das coisas que para traz ficaram e assim, avancemos para as que estão hoje, agora, diante de nós pois “a nossa cidade está nos céus, de onde também esperamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo (Fl 3:20).
Lembrem-se, não importa onde paramos, em que caminho nos assentamos, hoje o Senhor nos exorta a continuarmos, a voltarmos ao zelo anterior e cumprir o ministério que recebemos no Senhor e assim cumprir com alegria nossa carreira dando testemunho do evangelho da graça de Deus (At 20:24).

 Que o Deus de paz nos ajude!

Um comentário:

Marilena Pinto disse...

Ide por todo mundo e pregai o evangelho. Ameiiiii essa postagem.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...